Mil Milhões de Vozes: Semana de Ação Global pela Educação (SAGE) 2021

Mil Milhões de Vozes: Semana de Ação Global pela Educação (SAGE) 2021

Uma semana de ação para exigir

mais e melhor financiamento para a educação!

26 a 30 de abril de 2021

Atenção: Todos os Meios de Comunicação

Para divulgação imediata

A Semana de Ação Global pela Educação (SAGE) 2021 da Campanha Global pela Educação (CGE)

#SAGE2021#MilMilhõesdeVozesPelaEducação

Nunca o Direito Humano Universal à Educação esteve em tal perigo. A pandemia COVID-19 afetou a educação de mais de mil milhões de pessoas em todo o mundo. Também está a agravar a crise existente de financiamento global da educação, impactando assim o progresso de toda a Agenda de Desenvolvimento Sustentável e especificamente o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 4 (ODS 4).

“Agora, mais do que nunca, somos confrontados com a importância do nosso objetivo: uma educação gratuita e acessível para todos. Este ano, a Semana de Ação Global pela Educação está a enfrentar muitos desafios, mas também está a enfrentar questões importantes e cruciais” , disse Refat Sabbah, presidente da CGE.

“Durante estes tempos de incerteza, aumentou tremendamente o medo de não se alcançar o objetivo ODS4 e de haver uma enorme perda no que toca a aprendizagem. Teme-se que os pobres e marginalizados paguem o preço. Juntamente com isto, vem o medo de um retrocesso no nosso trabalho de aumentar o financiamento para a educação. Mas, na escuridão destes medos surge a luz da comunidade. O poder e a força do nosso trabalho unificado em direção a um futuro melhor. Por uma educação igual, inclusiva, gratuita e acessível para todas as crianças e adultos, ao longo de toda a vida ”.

 

A SAGE 2021 verá o maior movimento do mundo da sociedade civil pelo direito à educação unir-se para exigir mais e melhor financiamento para a educação para garantir uma educação de qualidade inclusiva e equitativa e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos. Liderada por membros e parceiros da CGE na África, Ásia, América Latina e na região Árabe, a edição de 2021 está a ser organizada como um espaço de advocacia de alta intensidade, no qual organizações da sociedade civil em todo o mundo apelam a ações urgentes para a educação.

Uma semana de ação!

Cada dia da SAGE 2021 verá um diálogo político regional diferente, focado no financiamento da educação, mas com uma lente regional. No último dia, a SAGE culminará num evento global de alto nível sobre financiamento da educação, com foco na mobilização para o reaprovisionamento da Parceria Global para a Educação (PGE), G20 e G7.

Irão ocorrer as seguintes atividades:

Segunda-feira, 26 de abril – Diálogo Regional da Ásia-Pacífico sobre Financiamento da Educação: Semana de Ação Global para a Educação 2021 liderada pela Associação Ásia Sul do Pacífico para Educação Básica e de Adultos (ASPBAE). “Proteger os orçamentos da educação: alcançar os mais marginalizados”. Transmissão ao vivo no Facebook a partir das 13h horário de Manila (GMT + 8) / 7h SAST: http://bit.ly/ASPBAEDialogue

Terça-feira, 27 de abril – Transmissão da Região Árabe focada em dívida e financiamento da educação patrocinada pela Campanha Árabe pela Educação para Todos (ACEA): “Onda Aberta Nacional para Financiar a Educação” Facebook Live Stream das 8h00 às 13h00 GMT / 10h00 – 15:00 SAST: https://web.facebook.com/ACEAorg/

Quarta-feira, 28 de abril – Diálogo de Política Regional da América Latina com foco na privatização liderado pela Campaña Latinoamericana por el Derecho a la Educación (CLADE). “Alertas em tempos de Covid-19: faces da privatização educacional na América Latina e nas Caraíbas” Transmissão ao vivo no Facebook das 12:00 às 13:30, horário do Brasil (GMT-3) / 17:00 – 18:30 SAST @redclade & Youtube @CLADE ou no Zoom: https://bit.ly/3apGBUe

Quinta-feira, 29 de abril – Diálogo de Política Regional para a África centrado na inclusão, promovido pela Rede de Campanhas Africanas para a Educação para Todos (ANCEFA). “Maior financiamento interno para sistemas de educação públicos fortes, inclusivos e resilientes em África durante e após a COVID 19”. Seguido pelo lançamento de um novo relatório: “Mil Milhões de Vozes: Como pode África liderar na educação num mundo pós-COVID”. O evento terá início às 8:00 EST / 13:00 GMT / 15:00 SAST. Link de zoom: http://bit.ly/ANCEFADialogue

Sexta-feira, 30 de abril, Um dia de culminação global com um diálogo de política global de alto nível sobre a mobilização de financiamento para a educação, em parceria com a Parceria Global para a Educação. “Levante a mão por mais e melhor financiamento para a educação”. O evento terá início às 9:00 EST / 14:00 GMT / 16:00 SAST Clique aqui para se inscrever: http://bit.ly/GAWERaiseYourHand

Ação a nível nacional

Ao longo da semana, coligações nacionais em todo o mundo irão levar a cabo atividades de advocacia e campanha, alinhadas com o tema de mais e melhor financiamento. Entretanto, destaca-se:

  • Elaboração de Declarações Políticas sobre o financiamento da educação que serão entregues a todos os partidos políticos no Japão e na Albânia.
  • O lançamento de uma campanha nacional de Mil Milhões de Vozes na Colômbia.
  • Ação juvenil para Mil Milhões de Vozes em Espanha.
  • Um chat no Twitter sobre financiamento da educação a 28 de abril e uma takeover de Jovens no Instagram a 27 de abril.
  • O lançamento de um novo relatório de financiamento doméstico de África.
  • Declarações de políticas e workshops de financiamento da educação na Jordânia, Marrocos e Guatemala.

Fazer ouvir as vozes dos mil milhões de alunos afetados

Através da campanha Mil Milhões de Vozes pela Educação, com a qual a SAGE 2021 está alinhada, as vozes dos mil milhões de alunos cuja educação foi afetada pela pandemia COVID-19 começaram a fazer-se ouvir. As histórias destacam não apenas o impacto devastador, a várias níveis, da pandemia sobre alunos, pais e profissão docente mas também revelam e aprofundam as desigualdades, exclusões e discriminações que existiam antes da pandemia. Aqui estão algumas dessas histórias:

No Egito, Muhammad , de 8 anos, recusa-se a permitir que a COVID-19 destrua o seu sonho de se tornar um investigador em matemática. Em casa ele exercita-se nos jogos de aritmética que aprendeu na escola e partilha-os com os seus amigos da aldeia.

No Peru, na pequena comunidade de Mancura, no distrito de Pomacanchi, Maritza sonha com a sua filha a estudar na universidade e a alcançar oportunidades profissionais. Quando a escola fechou, e embora ela mesma tivesse recebido pouca educação, ensinava todos os dias a filha em casa.

Na Somália, Shamarke e Zakariye, de 13 e 14 anos, viviam nas ruas de Mogadíscio. Para eles, a escola era o único espaço seguro. Após o prolongado encerramento das escolas, que teve um impacto devastador nas taxas de matrícula das crianças na Somália, eles estão a apelar a que todas as crianças voltem à escola.

Na Roménia, Ionut ficou para trás devido a uma situação familiar difícil e está a repetir o 4º ano. Ele decidiu estudar bastante e acompanhar os seus colegas de turma deste ano, mas as escolas fecharam durante meses e ele não teve acesso ao ensino online.

No Senegal, o negócio de sumo de frutas de Anna entrou em colapso quando a pandemia começou. Como resultado, ela deixou de ter condições para pagar a propina da sua filha e a escola recusou-se a emitir um boletim escolar. Sem este boletim escolar, a matrícula da sua filha no liceu fica comprometida.

A educação é um direito humano universal e deve ser garantido a todas as pessoas em todos os contextos, inclusive nas emergências sanitárias. Os desafios destacados nestas histórias só podem ser enfrentados com mais e melhor financiamento público para a educação.

“A COVID-19 exacerbou as desigualdades já existentes em muitas das nossas comunidades e países, deixando os marginalizados fortemente expostos aos elementos negativos da pandemia. Mas os governos em todo o mundo e a comunidade internacional têm a oportunidade de começar a abordar estas desigualdades, garantindo que a educação seja adequadamente financiada”. Grant Kasowanjete, Coordenador Global da CGE.

A Campanha Global pela Educação lembra que o orçamento nacional para a Educação requer quatro obrigações centrais:

  1. Aumentar a parte dos orçamentos para educação
  2. Aumentar a dimensão dos orçamentos em geral
  3. Aumentar a sensibilidade dos orçamentos para responder aos mais marginalizados e
  4. Aumentar o escrutínio dos orçamentos para que os governos prestem contas às pessoas.

Além disso, em linha com o enquadramento político da campanha Mil Milhões de Vozes para a Educação , a SAGE 2021 apela aos Estados e à comunidade internacional a:

  1. Aumentar para 20% das despesas públicas o financiamento do estado para a educação.
  2. Aumentar a sua base tributária para aumentar os recursos, trabalhando em direção a uma proporção mínima de imposto sobre o PIB de 20%.
  3. Permitir o cancelamento urgente da dívida para os países menos desenvolvidos, e redução da dívida para países de rendimento médio e médio alto.
  4. Garantir sistemas de educação inclusivos através de financiamento e programas equitativos que dêem prioridade aos mais marginalizados.
  5. Fornecer educação gratuita de qualidade para todos e acabar com a tendência de privatização e comercialização da educação.
  6. Melhorar a qualidade do ensino através de adequado recrutamento, remuneração e formação contínua de professores.
  7. Ouvir e responder às vozes das pessoas afetadas. Deve haver espaço para os indivíduos e a sociedade civil falarem.
  8. Os países desenvolvidos devem continuar a trabalhar em direção à meta de 0,7% da ajuda internacional, sendo 20% desta alocada à educação, e aumentar as suas contribuições para a Parceria Global para a Educação e A Educação Não Pode Esperar.

Para obter mais informações, entre em contato com: Global Campaign for Education (GCE):[email protected] +27 11 447 4111

Notas para os editores:

  1. A CGE é um movimento líder da sociedade civil que promove e defende a educação como um direito humano fundamental. A CGE tem mais de 127 membros, 94 destes são coligações nacionais de educação, 18 ONG internacionais e 15 redes regionais e organizações lideradas por jovens. A CGE defende a educação como um direito básico. A CGE define a educação como a base para todas as formas de desenvolvimento e como um catalisador para o crescimento. Como organização transnacional, a CGE acredita que a educação é a chave para garantir o crescimento económico sustentável e equitativo, melhor saúde e desenvolvimento social
  2. Declaração de política da SAGE 2021.
  3. Apelo à Ação da Campanha Mil Milhões de Vozes
  4. SAGE 2021 Kit de ferramentas para as redes sociais.
  5. Estórias de Mil milhões de Vozes pela educação