Lançamento da Campanha Global Campaign for Education (CGE), One Billion Voices for Education

Para divulgação imediata
Lançamento da Campanha Global Campaign for Education (GCE), One Billion Voices for Education

#OneBillionVoices #OneBillionVoicesForEducation # 1BillionVoices4Education

A pandemia COVID-19 está a afectar a educação de mais de um bilhão de pessoas. Também está a piorar a actual crise global de financiamento da educação, a impactar assim o progresso de toda a Agenda de Desenvolvimento Sustentável e especificamente o Objectivo de Desenvolvimento Sustentável 4 (ODS 4). A campanha ´One Billion Voices´ visa garantir um aumento no financiamento público da educação para garantir uma educação de qualidade inclusiva e equitativa para todos, promover as vozes dos bilhões de alunos que foram afectados pela pandemia COVID-19 e compartilhar as experiências deles e apelar por uma acção urgente. A campanha será lançada em 25 de Janeiro e durará todo o ano 2021.

Para mais informações entre em contacto:

Campanha Global Campaign for Education (GCE): philani[@]campaignforeducation.org

+27 11 447 4111 / + 27 64 045 8191

18 de Janeiro de 2021, Johannesburg, África do Sul – A Campanha ´One Billion Voices´ liderada pela Global Campaign for Education (CGE) será lançada virtualmente no dia 25 de Janeiro de 2021, às 13h30 Horário na África do Sul. O lançamento contará com um discurso do presidente da GCE, Refat Sabbah, a exibição do filme da Campanha ´One Billion Voices´, painéis regionais de debates sobre o impacto do COVID-19 na educação e planejamentos regionais para financiar a educação.

Durante o pico da pandemia COVID-19, cerca de 1,5 bilhão de alunos teve sua educação impedida ou interrompida. Os sistemas de educação continuam a enfrentar uma crise devastadora, os desafios em torno do financiamento público e a pressão cada vez maior sobre os recursos para os serviços públicos estão a resultar em menos priorização da educação. Embora alguns alunos tenham retornado à escola, a pandemia COVID-19 aprofundou a exclusão digital de muitas comunidades especialmente vulneráveis, incluindo crianças com deficiências.

O mundo enfrenta um ponto crítico onde uma reversão sísmica no progresso da educação começou e tem efeitos devastadores em muitos outros Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Além disso, o Banco Mundial projecta um corte em potencial de 10% nos orçamentos da educação devido à pandemia COVID-19. Não apenas

estes retrocessos no financiamento da educação devem ser interrompidos, porém financiamentos maiores e melhores para a educação devem ser assegurados e assegurados já!

“Em um momento como este, torna-se cada vez mais urgente e importante que os governos envolvam as organizações da sociedade civil na elaboração dos orçamentos da educação, a fim de que contribuam e façam comentários sobre o orçamento. A intenção estratégica geral é que os governos cumpram o compromisso que assumiram com seus cidadãos quanto ao financiamento interno dentro da Estrutura para Acção de 2030, ao alocar pelo menos 4% a 6% do produto interno bruto (PIB) para a educação e / ou pelo menos 15% a 20% dos gastos públicos na educação.” Grant Kasowanjete, Coordenador Global do CGE.

Refat Sabbah, presidente da CGE, acrescentou: “Todos os membros da GCE em todo o mundo, ONGs internacionais, redes regionais e coalizões de educação nacional, pais, tutores, professores e alunos unem-se em apoio à Campanha ´One Billion Voices´. A CGE reafirma seu compromisso de continuar a Campanha por uma educação de qualidade gratuita, inclusiva e equitativa com financiamento público para todos, incluindo a necessidade de melhorar e monitorar de perto os mecanismos de financiamento da educação nacional e internacional. Isso inclui um apelo por fortes sistemas de educação com financiamento público que atendam às referências de financiamento da educação internacionalmente acordadas, ao defender a justiça tributária como um instrumento crítico para financiar a educação pública e uma resposta eficaz à crescente comercialização da educação e o desenvolvimento dos chamados mecanismos inovadores de financiamento.”

A CGE apela aos governos nacionais para que se:
  • Aumente o financiamento do estado na educação para 20% dos gastos públicos.
  • Aumente a base de impostos para aumentar os recursos, ao considerar uma média de 20% do imposto mínimo sobre o PIB.
  • Ofereça educação gratuita de qualidade para todos e acabe com a tendência de privatização e comercialização da educação.
A CGE apela aos governos nacionais e doadores para que se:
  • Melhore a qualidade do ensino por meio de recrutamento, remuneração e treinamento contínuo de professores.
  • Garanta sistemas e instituições educacionais inclusivos.
  • Preste atenção e responda às vozes das pessoas afectadas. Deve ser permitido espaço para que os indivíduos e a sociedade civil possam falar.
A CGE apela aos doadores para que se:
  • Permita o cancelamento urgente da dívida para os países menos desenvolvidos; e Alívio da dívida para países de rendimentos médios e médio-altos.
  • Tenha continuidade no trabalho em direcção à meta de 0,7% de ajuda externa, sendo 20% deste gasto em educação.
Notas para os editores:
  1. A CGE é um movimento líder da sociedade civil que promove e defende a educação como um direito humano fundamental. A CGE tem mais de 127 membros, 94 deles são coalizões nacionais de educação, 18 ONGs internacionais e 15 redes regionais e organizações lideradas por jovens. A CGE defende a educação como um direito básico. A CGE define a educação como a base para todas as formas de desenvolvimento e como um catalisador para o crescimento. Como uma organização transnacional, a CGE acredita que a educação é a chave para garantir o crescimento económico sustentável e equitativo, melhoria da saúde e desenvolvimento social.
  2. Campanha ´One Billion Voices´ Declaração da Política
  3. Campanha ´One Billion Voices´ Apelo à Acção
  4. Campanha ´One Billion Voices´ Ferramentas para Mídia Social