• gaw 2015 banner pt

social fsocial Psocial tsocial yt

read our blog en 2

blog button

Milhares de desenhos foram entregues à Directora Geral da UNESCO exigindo “Direitos desde o Principio: Educação e Cuidados na Primeira Infância Já!”

busNa sexta-feira dia 25 de Maio, no contexto da Campanha Direitos desde o Principio em defesa da Educação e Cuidados na Primeira Infância, a Campanha Global pela Educação entregou milhares de desenhos e imagens enviados por crianças de todo o mundo a Irina Bokova, Directora-Geral da UNESCO, na sede da UNESCO em Paris.

Durante a Semana de Acção Global (22-28 de Abril de 2012), a Campanha Global para a Educação e os seus membros em todo o mundo sublinharam a importância da educação e cuidados na primeira infância. Milhões de pessoas participaram nas actividades, incluindo no Grande Retrato, onde crianças de mais de 100 países representaram a sua visão de uma boa primeira infância. Estes desenhos e imagens foram entregues à Directora-Geral da UNESCO por um grupo de crianças de escolas do ensino primário, que participaram na campanha em França para realizar os direitos das crianças desde o nascimento.

Durante o seu discurso, a Directora-Geral da UNESCO, Irina Bokova, afirmou:
 “Estes desenhos mostram o compromisso das crianças para com o seu direito à educação. Reflectem o seu desejo de aprender, o seu desejo de uma vida melhor através da educação. Mostram-nos que as crianças de todo o mundo, apesar das suas diferenças, partilham os mesmos sonhos.”

Monique speechA Directora-Geral tem apoiado firmemente a campanha e feito diligências junto dos ministros da Educação de todos os membros da UNESCO instando-os a reafirmarem o seu compromisso para com a primeira infância.  

A Presidente da CGE, Monique Fouilhoux, saudou os comentários da Directora Geral da UNESCO e mencionou outras exigências específicas da campanha:
“Apelamos aos governos para adoptarem políticas integradas e holísticas para a primeira infância, para aumentarem o financiamento dedicado à educação e propomos que 1% do seu PIB seja destinado a serviços para a primeira infância. Também apelamos aos governos e outras autoridades relevantes para garantirem que os profissionais de cuidados na primeira infância, professores e outros funcionários sejam formados adequadamente – uma necessidade básica das crianças – incluindo a provisão de boas condições de trabalho e salários dignos”.

Duas das crianças da Escola Pierre Girard School em Paris que assistiram ao evento tiveram a oportunidade de se dirigir à audiência e fizeram um apelo emocionado à educação para todos:
“ Nós temos muita sorte porque temos casa, roupas, alimentos para comer; todos fomos ao jardim-de-infancia e temos lugar na escola, todos os dias! Temos instalações para nos tratar quando estamos doentes, parques infantis, podemos ir à ginastica, ver desporto, ir à piscina ou andar de skate no ringue. Gostaríamos que todas as crianças em todo o mundo tivessem as mesmas oportunidades, que todos fossemos iguais, por todo o mundo.

Estimada Directora Geral da UNESCO, pedimos por favor que os chefes de estado de todo o mundo mantenham as suas promessas e encorajamo-los a melhorar as vidas das crianças carenciadas. Temos de ajudar os pais a cuidar bem das suas crianças, protegê-las contra todos os perigos e desenvolver estruturas que permitam às crianças aprender juntas, ser protegias, ter cuidados e brincar. Devemos ajudar as crianças a crescer felizes para que se tornem adultos melhores!”

Children speechJuntamente com a apresentação dos Grandes Retratos, a Directora Geral da UNESCO e a Presidente da CGE inauguraram uma exposição com os desenhos e imagens de crianças de 49 países. A exposição será exibida na sede da UNESCO, em Paris, até 11 de Junho de 2012.

Os 49 países representados incluem:

Argélia, Áustria, Bangladesh, Butão, Brunei, Camboja, Canadá, Chile, China, Colômbia, Egipto, Fiji, França, Gana, Índia, Indonésia, Iraque, Itália, Japão, Jordânia, Cazaquistão, Quirguistão, Malaui, Malásia, Mali, Maldivas, Mauritânia, Mongólia, Moçambique, Mianmar, Nepal, Nicarágua, Noruega, Paquistão, Palestina, Paraguai, Peru, Filipinas, Rússia, Samoa, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Tailândia, Togo, Ucrânia, Venezuela, Vietname.

Durante a Semana de Acção Global a Campanha Global pela Educação também publicou um relatório ‘Direitos desde o Inicio’, e a UNESCO publicou o seu novo documento político sobre o estado da educação e cuidados na primeira infância.

DG busTodos os anos, mais de 200 milhões de crianças menores de cinco anos em países de rendimento baixou ou médio não irão alcançar o seu potencial de desenvolvimento devido à pobreza, deficiências nutricionais e oportunidades de aprendizagem e cuidados desadequados. Devido a este começo de vida deficitário, mesmo se tiverem a oportunidade de ir à escola, é provável que tenham baixos resultados. Consequentemente, irão perpetuar o ciclo da pobreza, obtendo empregos com rendimentos baixos quando forem adultos, com probabilidades de ter filhos muito novos, e proporcionando poucos cuidados de saúde, nutrição e estímulos à próxima geração. Todas as crianças têm o direito à educação, e estes direitos começam com o nascimento.